Fale conosco pelo WhatsApp Siga-nos no Facebook Siga-nos no Instagram Siga-nos no Twitter Siga-nos no Youtube

DESTAQUE / EDITORIAL

Imprimir Notícia

Em defesa do emprego, dos bancos públicos, dos concursos e contra demissões

SEEB-MA faz chamado para construir uma luta nacional pelo fim das demissões e por concursos públicos!

10/12/2020 às 09:17
Ascom/SEEB-MA
A+
A-

Clique na foto para ampliá-la

Em agosto de 2018, o então candidato Jair Bolsonaro, em entrevista na televisão, afirmou: “O trabalhador terá que escolher entre mais direitos e menos empregos, ou menos direitos e mais empregos”. Depois disso, houve uma facada e Bolsonaro foi eleito Presidente da República.

Por sua vez, Paulo Guedes se tornou o "Superministro" da Economia e iniciou a implantação de um programa ultraliberal, que inclui privatizações, a destruição do serviço público e dos bancos federais.

Bolsonaro está prestes a completar dois anos de mandato e para nós, trabalhadores, a realidade se mostrou ainda mais perversa do que a traçada por ele naquela entrevista. Os bancários, em especial, perderam direitos e empregos mesmo com os bancos obtendo lucros estratosféricos.

Antes da pandemia, o resultado da política econômica de Paulo Guedes não trouxe crescimento nem desenvolvimento econômico, mas recessão e aumento das desigualdades sociais. Além disso, a pandemia do coronavírus revelou um país de milhões de vulneráveis, que dependem do auxílio emergencial de 600 reais que o Governo foi obrigado a pagar.

Os bancos públicos, que poderiam desempenhar um papel importante para retomar o crescimento econômico e reduzir as desigualdades estão sendo sucateados e preparados para a privatização. Faltam funcionários em todas as unidades e não há previsão de concursos públicos.

Por outro lado, sobram programas de demissão voluntária e planos de fechamento de agências, como a direção do Banco da Amazônia está fazendo no Maranhão.

No setor privado, os balanços continuam apresentando lucros gigantescos, mas o número de demissões só aumenta. Todo dia, colegas com vários anos de bons serviços prestados são dispensados sem qualquer justificativa, mesmo doentes.

Por tudo isso, nossa luta, em 2021, deve ser contra essa política de destruição de direitos e empregos. É preciso, por exemplo, defender o serviço público, que está sendo atacado pela Reforma Administrativa e pela PEC do Teto dos Gastos. O SUS, que salvou o país na pandemia, está sob risco.

Para diminuir a sobrecarga de trabalho nas agências, temos que cobrar concurso público e o fim das demissões imotivadas. Não podemos continuar correndo risco de ser contaminado e levar o vírus pra dentro de casa e, ainda, sofrer de estresse com as metas e o assédio moral.

Vamos exigir que se garanta vacina pra todos e que os trabalhadores que estão na linha de frente sejam os primeiros a serem imunizados. Por fim, vamos à luta por direitos e empregos. Toda a riqueza contida nos balanços dos bancos é fruto do trabalho dos trabalhadores e não pode ser apropriada somente por alguns poucos.

O SEEB-MA faz um chamado a todos os sindicatos e movimentos para que seja construída uma campanha nacional pelo fim das demissões e por concurso público! 

SOBRE

Sindicato dos Bancários do Maranhão - SEEB/MA
Rua do Sol, 413/417, Centro – São Luís (MA)
E-mail: comunicacao@bancariosma.org.br
Telefones: (98) 3311-3500 / 3311-3516
CNPJ: 06.299.549/0001-05
CEP: 65020-590

MENU RÁPIDO

© SEEB-MA. Sindicato dos Bancários do Maranhão. Gestão Trabalho, Resistência e Luta: por nenhum direito a menos!