PLANTÃO / CAMPANHA SALARIAL

Imprimir Notícia

BB apresenta proposta com manutenção de direitos

27/08/2018 às 07:59
A+
A-

A direção do Banco do Brasil recuou em pontos que queria alterar no acordo específico e garantiu o atual modelo que, assim como a Fenaban, terá vigência de dois anos, ou seja, até 2020. Depois de dias de espera, em decorrência da mesa com a Federação Nacional dos Bancos, o BB apresentou, na madrugada deste domingo (26/08), voltou atrás com relação ao intervalo de almoço e o banco de horas, dois itens que tinham divergência.

Sobre o intervalo de almoço, aqueles com jornada de oito horas poderão reduzir para 30 minutos, de forma facultativa. Já os bancários de seis horas terão mantido o modelo atual, sem registro de ponto. A mudança no intervalo dos funcionários de seis horas será discutida ao longo do processo de negociação permanente até que se tenha um entendimento, inclusive em outros bancos.

No caso de horas extras, o tempo mínimo de intervalo para quem tem jornada de seis horas, poderá ser de 30 minutos. Diferente de como acontece atualmente, no qual o funcionário é obrigado a fazer uma hora de intervalo.

A proposta garante ainda compensação das horas extras com folgas, sendo um dia acumulado para um dia folgado, e caso a compensação não aconteça no período definido, o saldo de horas será convertido em espécie e pago no mês subsequente com o devido adicional de hora extra, ou seja, uma hora e meia.

O modelo PLR está mantido e o pagamento do primeiro semestre, assim como nos anos anteriores, será logo após a assinatura do acordo, caso seja aprovado. O BB já tinha recuado em outro item: a manutenção da cláusula que garante três avaliações no programa GDP, para efeito de descomissionamento. Inicialmente, a empresa queria reduzir para um ciclo.

A proposta mantém ainda a mesa temática sobre Saúde e Segurança no Trabalho, e acrescenta duas novas mesas temáticas sobre Teletrabalho e Escritórios Digitais e Entidades Patrocinadas de Bancos Incorporados. Também inclui um dia de luto para falecimento de padrastos e madrastas do funcionário. E o trabalhador poderá optar pelo recebimento do vale-transporte em dinheiro ou em cartão magnético. 

Deixe sua opinião sobre essa matéria:

Limite de caracteres (0 / 250)
SOBRE

Sindicato dos Bancários do Maranhão - SEEB/MA
Rua do Sol, 413/417, Centro – São Luís (MA)
E-mail: comunicacao@bancariosma.org.br
Telefones: (98) 3311-3500 / 3311-3516
CNPJ: 06.299.549/0001-05
CEP: 65020-590

MENU RÁPIDO

© SEEB-MA. Sindicato dos Bancários do Maranhão. Gestão Sindicato em Ação: a luta continua!