DESTAQUE / DIA DO BANCÁRIO

Imprimir Notícia

Dia do Bancário: dia de mobilização, unidade e luta!

Dia de reflexão contra os ataques do Governo e dos banqueiros contra a categoria bancária.

25/08/2017 às 07:48
Ascom/SEEB-MA
A+
A-

Em 28 de agosto de 1951, o movimento sindical bancário conquistava um aumento salarial de 31%, após 69 dias de uma greve forte, com adesão massiva da categoria. Nascia, assim, em meio a muitas lutas, o Dia Nacional dos Bancários. De 1951 até 2017, muitos direitos foram conquistados ou – pelo menos – mantidos pela categoria, apesar do atrelamento da maioria dos sindicatos e das centrais sindicais ao Governo Federal e aos banqueiros.

Esse atrelamento enfraqueceu a luta dos trabalhadores, desmobilizou a base e abriu caminho para ataques, como a Reforma Trabalhista e a Reforma da Previdência. Agora, no Governo Temer, tais medidas foram postas em prática, colocando os bancários brasileiros e os trabalhadores em geral diante do maior retrocesso social e – também – da maior ameaça aos seus empregos e aos direitos históricos conquistados com muita luta, mortes e lágrimas.

A Reforma Trabalhista, que inclui a Lei das Terceirizações (13.429/2017) e as modificações na Consolidação das Leis do Trabalho (13.467/2017), aprovada unilateralmente pelo presidente Temer e por esse Congresso Nacional corrupto, poderá causar prejuízos sem precedentes aos trabalhadores, sobretudo, com a prevalência do negociado (acordos coletivos ou individuais) sobre o legislado (CLT), medida prevista na Reforma, que ocasionará o aumento da desigualdade nas tratativas entre patrões e empregados, fragilizando os sindicatos, com o objetivo real de retirar ou reduzir direitos, bem como cortar postos de trabalho diretos para a contratação de terceirizados para realizar as atividades principais das empresas, o que já começa a acontecer por meio das reestruturações nos bancos públicos e privados, com o fechamento de agências e demissões em massa.

Neste momento, mais do que nunca, o Dia 28 de agosto, em especial para os bancários, deve ser lembrado como um dia de luta e não de festa, dia em que a categoria deve trazer a memória, seu passado de lutas e conquistas, conscientizando-se de que, somente por meio de uma forte Campanha Nacional e uma greve geral unificada, a categoria poderá sobreviver aos ataques do Governo Temer, com a garantia do emprego, mais contratações, combate às terceirizações, às reestruturações, as demissões e, sobretudo, sem nenhum direito a menos!

Deixe sua opinião sobre essa matéria:

Limite de caracteres (0 / 250)
GALERIA
Fotos | 05/10/2017

Passeata em defesa das empresas públicas

SOBRE

Sindicato dos Bancários do Maranhão - SEEB/MA
Rua do Sol, 413/417, Centro – São Luís (MA)
E-mail: comunicacao@bancariosma.org.br
Telefones: (98) 3311-3500 / 3311-3522
CNPJ: 06.299.549/0001-05
CEP: 65020-590

MENU RÁPIDO

© SEEB-MA. Sindicato dos Bancários do Maranhão. Gestão Mobilização, Unidade e Luta.