DESTAQUE / BRADESCO

Imprimir Notícia

Bradesco demite bancários oriundos do BEM

Objetivo é desligar bancários mais antigos do BEM para alocar os novos empregados oriundos do HSBC.

13/11/2016 às 12:18
Ascom/SEEB-MA
A+
A-

Clique na foto para ampliá-la

A última Pesquisa do Emprego Bancário comprovou que os bancos continuam demitindo empregados com salários mais elevados e contratando novos com remuneração muito inferior.

Os dados revelam que os bancários desligados entre janeiro e setembro recebiam R$ 6.397,98, já os admitidos ganhavam - em média - R$ 3.708,44, ou seja, 58% a menos que os demitidos.

Para piorar a situação, 61% das demissões foram sem justa causa, atingindo, especialmente, bancários com idade entre 50 e 64 anos. A maioria dos desligados tinha 10 anos ou mais de banco. Ao todo, nos nove primeiros meses do ano, os bancos cortaram 9.258 postos de trabalho.

Bradesco x BEM x HSBC

No Maranhão, quatro empregados do antigo Banco do Estado (BEM), incorporado pelo Bradesco, foram demitidos após a greve.

Para o diretor do SEEB-MA, Cláudio Costa, essa medida maléfica do Bradesco visa desligar os bancários mais experientes oriundos do antigo BEM para alocar os empregados do HSBC, mais novos e produtivos na visão discriminatória do Bradesco. "Isso é inaceitável" - criticou Cláudio.





 

Deixe sua opinião sobre essa matéria:

Limite de caracteres (0 / 250)
SOBRE

Sindicato dos Bancários do Maranhão - SEEB/MA
Rua do Sol, 413/417, Centro – São Luís (MA)
E-mail: comunicacao@bancariosma.org.br
Telefones: (98) 3311-3500 / 3311-3522
CNPJ: 06.299.549/0001-05
CEP: 65020-590

MENU RÁPIDO

© SEEB-MA. Sindicato dos Bancários do Maranhão. Gestão Mobilização, Unidade e Luta.