EM FOCO / CAMPANHA SALARIAL

Imprimir Notícia

Confira o editorial: poderíamos ter conquistado mais

20/10/2014 às 20:46
Eloy Natan, diretor do SEEB-MA
A+
A-

Clique na foto para ampliá-la

A Contraf-CUT e seus sindicatos demonstraram mais uma vez que subordina a campanha salarial dos bancários aos interesses do governo e dos bancos. Depois de levar a campanha no banho-maria o mês de setembro praticamente inteiro, a Contraf não esperou nem o final do primeiro turno das eleições para propor a aceitação de um acordo rebaixado.

Apesar dos lucros exorbitantes e das perdas salariais dos bancários, o reajuste de 8,5% e o compromisso de contratação de 5300 bancários até 2015 pelos bancos federais (BB, Caixa e BNB) foi o suficiente para o Comando Nacional de Negociação indicar a aceitação do acordo.

O que está por trás de um desfecho de greve tão rápido é a preocupação com a eleição dos seus aliados. Eles queriam ficar livres da campanha salarial para pedir votos com mais tranquilidade. Desta forma, abriram mão de buscar um reajuste maior e conquistas importantes para categoria como isonomia e mais contratações.

O SEEB-MA reafirma a necessidade de construir sindicatos autônomos dos patrões e do governo que tenham o referencial na ação direta da classe trabalhadora para enfrentar os desafios colocados para as próximas lutas.  

Deixe sua opinião sobre essa matéria:

Limite de caracteres (0 / 250)
SOBRE

Sindicato dos Bancários do Maranhão - SEEB/MA
Rua do Sol, 413/417, Centro – São Luís (MA)
E-mail: comunicacao@bancariosma.org.br
Telefones: (98) 3311-3500 / 3311-3516
CNPJ: 06.299.549/0001-05
CEP: 65020-590

MENU RÁPIDO

© SEEB-MA. Sindicato dos Bancários do Maranhão. Gestão Sindicato em Ação: a luta continua!